<style type="text/css"> <!-- .titlepost { font-family: "Century Gothic", Arial, Tahoma; font-size: 16px; } --> </style> <BODY><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener("load", function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <iframe src="http://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID=6820187666177192329&blogName=A+Boaesposa+e+Pensandonaquilo&publishMode=PUBLISH_MODE_BLOGSPOT&navbarType=BLUE&layoutType=LAYOUTS&homepageUrl=http%3A%2F%2Faboaesposaepensandonaquilo.blogspot.com%2F&searchRoot=http%3A%2F%2Faboaesposaepensandonaquilo.blogspot.com%2Fsearch marginwidth="0" marginheight="0" scrolling="no" frameborder="0" height="30px" width="100%" id="navbar-iframe" title="Blogger Navigation and Search"></iframe>
 
Tem pensando

Amigos
 
Sexoeacidade
Ginurse
Entretantas Eu
Nunca É Tarde Para Recomeçar
Dedo de Moça
Nas Esquinas da Farme
Poesiaevinhotinto
Ilusionblanca
Chutando o bardi
No fear, No worry, No doubt.
dctor X
Sakanagem! :-O
NotasdoVelhoSafado
PuraLua
Sweet Delirius
Siga Aonde Vão Meus Pés
Reflexões Depois dos 30
Conversando com Mônica
Jardim da Kall
Mulheres do Coveiro
Nha
Mulheres à la carte
Cilada de Amor
Olhe o Céu

Música
My Lovers Gone
Dido
Contato
 

Minha foto
Nome:
Local: Rio Grande do Sul, Brazil

Um cara muito crítico, politizado, e portanto, um chato. Mas que adora trocar idéias, ler blogs e fazer comentários enormes.

Informativos
Google
 
 
 
 
 
Passado Remoto
  • Piercing no p.....???
  • Eu já ví muito isso....e continuo vendo...é tudo t...
  • Sua vida num celular perdido, roubado ou trocado p...
  • Por quê? Por quê? e por quê?
  • Sexo e ecologia...faça a sua parte...
  • Propaganda Sublimar
  • Falar com mulheres deixa homens mais burros
  • Uma Cigana Leu A Minha Mão...
  • Sorria. Você Está Sendo Filmado (mico eletrônico)
  • Sistema (caralho) fora do ar...
  • Relembre os mais Antigos
    td>
    Visitas
    Layout

    « Home »

    Sempre...pensando...


    Saio do carro. Ela está parada na calçada. Como todo homem que se preza, olho de “cimaabaixo”. Linda. Pena aquela tatuagem de borboleta abaixo do umbigo. Cabelo preto, quase longo, seios de bom tamanho, cintura fina, coxas grossas, lábios carnudos, dentes brancos, nariz arrebitado, mini saia de bom tamanho, ou seja, curtíssima, blusa regata, mostrando o necessário, brincos coloridos de pena, pulseira de conchas, sem relógio, e celular Nokia. Isso é para quem diz que homem não cuida detalhes. Tudo isso do carro até a porta do bar.
    Compro, e volto pro carro. Na passada, outra olhadinha, que ninguém é de ferro, e o verão por aqui é curto. Quando vou abrir a porta, sinto um dedo me cutucando o ombro. Me viro e dou de cara com aquele sorriso. Ela diz: - Oi!! (com aquele sorriso, esse oi vale por um discurso inteiro).
    - Oi, menina, pois não!
    - Posso falar contigo um minutinho?
    - Claro (só um minutinho, porra. Prá que a pressa?)
    - Cê tá indo prá onde?
    - Porto Alegre (mas posso mudar o destino agora!!!).
    - Me dá uma carona?
    - Nãao..., sim, sim, claro (seu babaca!!!)
    Dei a volta, e abri a porta para ela entrar. Juro por Deus que sempre faço isso. Mas já que eu tava lá, não deu prá deixar de ver a calcinha branca, e aquelas pernas. (pulso 180... e subindo).
    Fiz a volta, abri a porta e olhei para todos os lados. (Cadê o filho da puta do fotógrafo da Caras, porra!!!).
    Nem bem liguei o carro e ela falou:
    - Você vem aqui no bar todos os dias, né? (Como ela sabe?)
    - Sim.
    - Pois é...faz tempo que eu cuido você. (EU?) – (Atenção – urgente!!! Marcar consulta com o oculista, oftalmologista.. ah, e o cardiologista – Pulso 190 e subindo)
    - Eu vivo distraído. Não notei. (como é que eu nunca vi aquilo tudo, seu babaca II)
    - É, eu vi que você é meio distraído, e sempre apressado.
    Como ninguém gosta de admitir que é babaca, eu já ia falar do calor (porra do carro sem ar), quando ela atropelou.
    - Você é casado, né... (Atenção!!! Era uma afirmação, não uma pergunta! Cuidado!).
    - Sim.
    - Pois é. É difícil arrumar um homem casado, interessante, e que não fique pegando o pé da gente depois.
    - Depois do que? (Vou dar corda prá essa louca prá ver até onde ela vai!)
    - Ué, depois de uma transa.
    - Explica melhor que eu num tô entendeeeeendo! (quase entrei na traseira dum caminhão. Acho que ela não notou. Pulso quase 200. É hoje que eu enfarto!)
    - Simples. Eu gosto de homens mais velhos, só que a maioria fica pegando no pé depois. Quer apresentar pros amigos, namorar de mãozinha dada, cineminha, jantar, essas coisinhas de namorado. E eu só quero é transar.
    - Huuumm. Tô entendendo.
    - E então. Sim ou não? (Porra meu. Será que todas elas são tão diretas assim hoje em dia?)
    - Você quer transar comigo. Só isso. Sem nenhum outro tipo de envolvimento. Pelo que entendi, se eu encontrar você em qualquer outro dia ou lugar fora o combinado eu nem te conheço. É isso?
    - Você entendeu direitinho.
    - ...............(Peraí que eu tô pensando)...................
    Parei o carro, pois a via rápida é rápida e já havíamos chegado no centro.
    - Não!
    - Não??................Por que?
    - Porque você é tudo que um homem de meia idade quer. Linda, jovem, desinibida, sexualmente liberada, e o que é melhor, só quer sexo. Nenhum outro tipo de envolvimento.
    - Exatamente. E você esqueceu inteligente também. E então...
    - E então, menina, o problema é que não há como não se envolver com você. Não há como não se apaixonar, e querer você todos os dias da semana. Imagina encontrar você após um dia cansativo de trabalho, por aí, e não poder te abraçar, te beijar, e fazer de conta que nem te conheço. Impossível. Você conhece pouco dos homens mais velhos. O que a princípio seria um paraíso vai virar com toda a certeza um inferno. Vai doer prá burro. Se eu sei disso, acho melhor nem começar.
    - Você tem certeza disso?
    - Infelizmente tenho.
    - Então tá. Obrigado pela carona e a gente se vê por aí.
    Me deu um beijinho estalado, abriu a porta e se foi. Ficou só aquele perfume suave....
    Liguei o carro e andei meio sem rumo, até parar em um bar. Entrei.
    - E aí tio, vai uma cerveja? (Tio é a mãe, seu corninho viado)
    - Não. Cachaça. Pura e sem gelo.
    Ele me olhou estranho, serviu, e eu tomei tudo, de um gole só. Desceu ardendo......

    Marcadores:

    Pensado por: Pensando em domingo, 25 de abril de 2010 às 07:21 **
    * *

    ___________________________________

    Mas voce é trouxa mesmo. Transa com garota e manda ela passear. Mané.

    Pensamento de: Anonymous Anônimo | 26 de abril de 2010 22:01